NOTÍCIAS - A | + A

GERALDÃO 31.05.2022 | 16h:52

Gramado e arbitragem influenciaram no jogo do Tigre com o Cáceres

A irregularidade do gramado do Geraldão, e a arbitragem de Danilo Alves de Campos, foram decisivos para o empate do Mixto com o Cáceres, em 1 a 1

Por: Luiz Esmael / A Gazeta

A irregularidade do gramado do estádio Luiz Geraldo da Silva, o Geraldão, e a arbitragem de Danilo Alves de Campos foram decisivos para o empate em 1 a 1 com o Cáceres Esporte Clube no primeiro jogo da semifinal do Campeonato Mato-grossense da Segunda Divisão. Pelo menos é esta análise da comissão técnica e a diretoria do Mixto, que viram sua ótima série de quatro jogos e quatro vitórias ser interrompida em Cáceres.  

 

Agora, para chegar à final do Estadual e automaticamente assegurar seu retorno à Primeira Divisão do próximo ano, o time treinado por Odil Soares buscará a vitória simples para seguir vivo pelo título de campeão. Em caso de nova igualdade, a disputa irá para os pênaltis.   

 

Com estilo de jogo mais propositivo e ofensivo com 18 gols marcados em quatro jogos na primeira fase, o Alvinegro reclama da não marcação de dois pênaltis. "Não é porque marcou um que não podia marcar os outros dois pênaltis claros", reclamou Antero Paes de Barros, um dos gestores do futebol do alvinegro.   

 

Dias antes da partida, o técnico Odil Soares já havia alertado para a péssima condição do campo de jogo do Geraldão. Tanto é que ele apostou mais no corpo a corpo, colocando Luan logo de cara ao lado do atacante Toninho e deixando o rápido Michael no banco de reservas. O próprio Luan teria lesionado o tornozelo por causa da irregularidade do gramado.   

 

A princípio, não há nenhum problema de ordem disciplinar ou médica. A exceção é Luan, que será avaliado no dia de hoje, quando ocorrerá a reapresentação do elenco de jogadores. O programação inicial prevê treinamentos no Dutra. Ao atuar em melhor gramado, a expectativa é de um rendimento a altura da boa campanha.   

 

Artilheiro do Mixto e do campeonato com seis gols marcados, Toninho passou em branco em Cáceres.   Em comum acordo com o capitão do time, o zagueiro Odail Júnior, o goleador abriu mão de cobrar a penalidade máxima, convertida em grande estilo pelo defensor, no primeiro tempo do jogo de ida contra o Cáceres.  

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS



ENQUETE

Depois do jogo da estreia, você acha que o Mixto consegue o acesso para a Série A do Estadual em 2023?